Os melhores bairros de Lisboa para investidores estrangeiros

Os melhores bairros de Lisboa para investidores estrangeiros
Par Joana CIDADES Il y a 2 ans
Catégories :
Imobiliário Lisboa

Lisboa conta com vários bairros muito atrativos, difícil é mesmo escolher

 

Já sabe que Lisboa é a cidade europeia ideal para investir. Com baixas taxas de criminalidade, muito sol e uma excelente qualidade de vida, a capital portuguesa tem as qualidades necessárias para atrair investidores. O centro histórico, demasiado dispendioso para grande parte dos lisboetas, é o local ideal para investir, pois nele os estrangeiros encontram apartamentos de luxo a metade do preço em relação ao seu país de origem.

 

Descubra os melhores bairros para investir:

 

Alfama

O bairro mais antigo e típico de Lisboa atrai cada vez mais estrangeiros. Alfama é uma autêntica aldeia no centro da cidade e atrai por ser um bairro genuíno e encantador. Muitas das suas casas oferecem vista para o Tejo, o senão é mesmo encontrar estacionamento.

 

Graça

A Graça situa-se na colina mais alta de Lisboa, o que explica as vistas deslumbrantes que oferece. Tal como Alfama, também é um dos bairros mais antigos de Lisboa. Contém largos, miradouros e edifícios de traça variada. Apela não só aos lisboetas como aos estrangeiros.

 

Avenidas Novas

Esta zona resultou da expansão da cidade em meados do século XX, que resultou em zonas residenciais e comerciais em avenidas largas. Inicialmente foram construídos bonitos palacetes, que foram desaparecendo ao longo dos anos. Esta zona é maioritariamente habitada por famílias de classe média-alta e conta com uma boa oferta de habitações, bons acessos e serviços.

 

Príncipe Real

O Príncipe Real é um dos bairros residenciais mais procurados de Lisboa. Conta com bonitos edifícios e um comércio diversificado. É uma zona tranquila que contém vários espaços verdes. Como ponto negativo aponta-se a falta de estacionamento e os preços elevados das habitações.

Jardim de lazer Príncipe Real, Lisboa

Belém

É o bairro da cidade que contém mais monumentos e museus, situando-se junto ao Tejo. Subindo a colina encontra o bairro da Ajuda e o Restelo. Nesta zona habita entre classe média a classe alta, particularmente no Restelo. Belém é uma zona tranquila, embora bastante turística, que conta com amplos espaços verdes, no entanto tem a desvantagem de ficar longe do centro e de não ter metro.

 

Campo de Ourique e Amoreiras

Campo de Ourique foi transformado em bairro residencial no final do século XIX. Contém belos edifícios de Arte Nova e é conhecido por ser um bairro muito agradável para viver, com um verdadeiro ambiente de bairro e comércio tradicional. Nesta zona habitam especialmente famílias de classe média-alta, sendo que os preços das habitações são acima da média. Não tem estação de metro.

 

Parque das Nações

Esta zona foi reabilitada aquando da Expo 98 e tornou-se num bairro residencial e comercial conhecido pela sua arquitetura moderna. O Parque das Nações é residência de uma classe alta e média-alta e atrai pela sua localização junto ao rio, espaços verdes, tranquilos e boas acessibilidades. No entanto fica longe do centro e não tem o ambiente tradicional de bairro lisboeta que muitos estrangeiros procuram.

 

Lapa

A Lapa é o bairro mais aristocrata de Lisboa, conhecido pelas suas embaixadas e palacetes. É uma zona residencial tranquila que conta com vários condomínios de luxo e, naturalmente, preços elevados. Nesta zona habita especialmente uma classe alta, sendo historicamente a primeira opção da nobreza para residir. Peca apenas pelo mau estacionamento e por não ter estação de metro.

 

 

Photo credit: flöschen via Foter.com / CC BY

Photo credit: PatríciaR via Foter.com / CC BY-SA