Seguro da casa

O que precisa de saber sobre o seguro da sua casa

Pode fazer apenas um seguro de incêndio ou um seguro multirriscos

 

O seguro da casa deve ser visto como uma proteção de um dos bens mais valiosos que possuímos e um dos maiores investimentos que normalmente as pessoas fazem ao longo da vida e não apenas uma obrigação contratual inerente ao empréstimo bancário requerido para adquirir uma habitação.

 

 

Existem dois tipos de seguro da casa:

 

Seguro de incêndio: os edifícios em propriedade horizontal são obrigados por lei a ter este seguro. Este deve cobrir cada fração autónoma, assim como as partes comuns do imóvel. O seguro de incêndio garante a reparação dos danos causados por um incêndio, assim como outros incidentes, tais como explosão, raio, fenómenos sísmicos, inundações, tempestades, entre outros.

 

Seguro multirriscos: este seguro não é obrigatório mas é mais abrangente no que toca aos riscos cobertos. Garante maior cobertura de riscos relativos à habitação e ao recheio da casa, podendo também incluir uma cobertura de responsabilidade civil.

 

 

Algumas dicas para escolher o melhor seguro de casa:

  1. Considere as suas necessidades: cada habitação tem as suas necessidades específicas, por isso na hora de escolher o seu seguro deve considerar o local físico onde se encontra, a localização geográfica, entre outros aspetos.

  2. Pesquise o mercado: nem sempre é vantajoso ficar com o seguro proposto pelo banco do seu crédito habitação só para baixar o spread. Pesquise os seguros disponíveis no mercado e compare preços, planos e coberturas, para escolher o mais vantajoso para si.

  3. Questione outras informações prévias: antes de escolher o seguro, saiba como terá de proceder em caso de sinistro, qual a franquia de cobertura e quando entra em vigor a apólice.

  4. Negoceie o valor da cobertura: a maior parte dos seguros não reflete o valor total do imóvel e do seu recheio. Certifique-se que faz uma avaliação fiel e rigorosa dos seus bens. Lembre-se que, se indicar um valor inferior ao real, a seguradora só irá pagar uma parte dos prejuízos em casa de sinistro. Se, por outro lado, sobreavaliar os seus bens pode pagar mais de prémio e a seguradora só lhe paga o equivalente ao valor real.

 

 

Simule o seguro da sua habitação

Antes de iniciar a simulação, deve manter por perto toda a informação necessária à sua execução. O simulador de seguro pode variar de caso para caso, dependendo da componente do edifício (paredes e teto) e componente do recheio (bens existentes na casa). Relativamente ao edifício, o capital a segurar deve ser o valor de reconstrução do edifício (e não o valor comercial) e quanto ao recheio o valor a segurar corresponde ao custo de substituição dos bens.

 

 

Importância de seguro para a habitação

Alguns simuladores de seguros de habitação: