Há mais concursos de obras públicas que contratos celebrados

Concursos de obras públicas
Posté par Inês ALMEIDA Il y a 2 semaines
Catégories :
Últimas Notícias

Os concursos de obras públicas no 1.º semestre de 2017 foram o triplo dos contratos celebrados

 

Os concursos de empreitadas de obras públicas promovidos até ao final de Julho quase duplicaram relativamente ao período homólogo do ano passado, para 1728 milhões de euros. Estes continuam a ser lançados a um ritmo muito superior à celebração de contratos. Apenas em 2017 já foram promovidos concursos num valor que constitui o triplo do total dos contratos celebrados, sendo que o diferencial é de 1,1 mil milhões.

 

De acordo com a Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas (AICCOPN), não há praticamente “obras de média ou grande dimensão”. Há apenas dez empreitadas acima de cinco milhões de euros (sendo que em 2014 foram 40) e duas delas são para hotéis.

 

Para o presidente da AICCOPN, Reis Campos, o mercado dá sinais de recuperação mas ainda se encontram aquém dos seus valores habituais. “Foram lançados, até julho, concursos de obras públicas no valor de 1.728 milhões de euros, praticamente o dobro face ao ano anterior, mas é preciso ter em conta que o mercado atingiu mínimos históricos no primeiro semestre de 2016. E que estamos muito longe dos 4,2 mil milhões de euros dos anos de 2007 e 2008”.

 

De acordo com o responsável, apesar do crescimento do investimento na construção, os valores ainda são “pouco mais que residuais”. O valor dos contratos públicos celebrados até Julho foi de apenas 626 milhões de euros. No entanto, este valor é, ainda assim, 70% maior que o registado nos primeiros sete meses do ano passado.

 

Reis Campos lamenta que o PS e o PSD “persistam na casmurrice política”, não estando em concordância relativamente ao investimento estruturante para o país. “O primeiro-ministro diz que pretende obter um ‘pacto’ com o PSD para o investimento estruturante. O anterior governo, liderado pelo PSD, aprovou o Plano Estratégico dos Transportes e das Infraestruturas, o PETI 3+, objeto de largo consenso na sociedade portuguesa. Se o PSD estivesse no governo teria feito essas obras, então qual é a dificuldade em que os dois partidos se entendam?”, questionou.

 

 

Fonte: Idealista