Juntar casas: uma boa solução para ter uma habitação maior

Juntar Casas
Par Inês ALMEIDA Il y a 1 an
Catégories :
Bens Imobiliários

Compre a casa do vizinho, junte-a à sua e fique com uma casa maior sem passar pelas mudanças

 

Gostava de ter uma casa maior mas não quer passar pelo processo das mudanças? Temos uma solução para si. Compre a casa do vizinho, mande as paredes abaixo e fique com uma casa do dobro do tamanho. A única condição para o fazer é existir contiguidade. Nem tem de pedir autorização ao condomínio mas, por uma questão de boa vizinhança, é melhor fazê-lo. Esta é uma situação comum e encontra-se prevista na lei.

 

Desde que haja contiguidade, pode juntar frações de dois pisos. Pode optar por criar um duplex ou mesmo ficar com um andar inteiro. No entanto, tem de tomar algumas precauções aquando da operação de transformação, de acordo com a lei. Deve evitar mexer em paredes-mestras. Tem de se certificar de que o abatimento da parede não representa qualquer risco para a segurança do prédio e de que não afeta as partes comuns. E, por fim, garanta que a alteração não altera a linha arquitetónica do edifício.

 

Antes de avançar para as obras, saiba que está dispensado de obrigações relativamente aos órgãos municipais, pois todas as alterações se dão no interior dos apartamentos. Ainda assim, tem de respeitar algumas regras. Por exemplo, o ruído só está autorizado nos dias úteis, das 8h00 às 20h00. Fora deste período, assim como aos fins-de-semana e feriados, os ruídos são proibidos.

 

Para evitar criar atritos com os restantes condóminos, deve avisar que vai proceder à realização de obras em casa, pois estas poderão afetar o sossego e o bem-estar dos seus vizinhos. Também deve ter o cuidado de se certificar que o entulho produzido na obra é recolhido, para evitar danos ou sujidade nas zonas comuns do prédio. Relativamente ao destino que deve dar a este, deve contactar os serviços municipais.

 

Depois das obras, pode manter a existência de fracções distintas no papel ou pode proceder a uma alteração no título constitutivo, através de escritura pública ou de um documento autenticado por um notário. Desta foram, passa a haver apenas uma fração, que terá o valor da soma das frações que sofreram a junção. Caso proceda à alteração, tem de a comunicar ao seu administrador no prazo de 10 dias.

 

 

Fonte: DECO