IMI vai ser reduzido em 52 concelhos em Abril deste ano

Redução do IMI
Posté par Inês ALMEIDA Il y a 2 semaines
Catégories :
Últimas Notícias

Há mais autarquias a aderir ao IMI familiar, privilegiando as famílias com dependentes

 

O novo ano também traz boas notícias, neste caso a diminuição do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI). A descida de impostos foi uma das promessas eleitorais de vários candidatos, sendo que a maioria das autarquias já cobra a taxa mínima de IMI que a lei permite e 52 destas vão ainda baixar o valor do imposto em 2018. Além disso, há mais autarquias a dar o desconto às famílias com filhos. Ao todo, 232 concelhos aderiram ao IMI familiar, que beneficia os residentes com dependentes.

 

A data-limite para os municípios comunicarem à Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) a taxa de IMI que pretendem praticar em 2018 é o dia 31 de dezembro, sendo que 295 autarquias portuguesas o fizeram. Destas, 234 mantiveram as taxas inalteradas, pois a maioria já se encontra a praticar o valor mínimo de 0,3% permitido pela lei. Das 61 que fizeram alterações, 52 autarquias decidiram baixar o imposto, sendo que apenas nove autarquias optaram pela subida.

 

A redução do imposto só vai ter um impacto significativo em alguns casos. Um dos exemplos de ajustamentos de menor dimensão é Arruda dos Vinhos, em que a taxa de IMI vai descer de 0,389% para 0,385%. Isto significa que um proprietário com um imóvel avaliado em 85 mil euros vai sentir uma descida de cerca de três euros entre o valor que pagou em 2017 e o que vai pagar em 2018. Por outro lado, em Celorico da Beira este desagravamento vai ser mais notório, porque a taxa baixa de 0,5% para 0,4%. Ou seja, se o imóvel estiver avaliado em 85 mil euros, em vez de 425 euros paga 340 euros.

 

De acordo com o código do IMI, as taxas do imposto podem ser anualmente fixadas pelos municípios num intervalo de 0,3% a 0,45%. As autarquias que se encontrem em desequilíbrio financeiro podem manter a taxa nos 0,5%, caso demonstrem que assim o necessitem. Este ano, a adesão ao IMI familiar também cresceu. Este desconto já existe desde 2016, mas este ano bateram-se recordes. São 232 as autarquias que vão dar este benefício fiscal, que concede um desconto de 20, 40 ou 70 euros, consoante o número de filhos das famílias.

 

Fonte: Dinheiro Vivo